Busca

linksonoro

um link e muitos sons

Tag

tom jobim

Um bate papo com Guinga

(Ouça a íntegra do programa aqui)

 

 

Ele é um dos nomes mais respeitados da música brasileira. Seu violão, primoroso, já acompanhou nomes como Cartola e Beth Carvalho, suas canções já foram gravadas por Chico Buarque e Ivans Lins. Isso sem falar nas indicações ao Grammy e uma bela carreira internacional. Eu estou falando do violonista Guinga, que abriu um espaço na sua agenda para bater um papo com a gente e você confere essa conversa agora no Link Sonoro.

 

Anúncios

Sarah Vaughan – O Som Brasileiro de Sarah Vaughan (1978)

O ano era 1978 e Sarah Vaughan se uniu a um time de feras da música brasileira no estúdio da RCA, no Rio de Janeiro, para registrar o disco O Som Brasileiro de Sarah Vaughan. Esse foi o 1º de três álbuns em que a cantora explorou o vasto, e fértil, repertório nacional. Vale lembrar que antes de tudo isso, Sarah já havia dividido o palco com Wilson Simonal em um dueto pra lá de bem humorado. Ou seja, ela era uma apaixonada pela nossa rica MPB já tinha um bom tempo.

 

O Som Brasileiro de Sarah Vaughan

 

Em O Som Brasileiro de Sarah Vaughan a cantora selecionou um repertório elegante e bem variado. Com a produção de Aloysio de Oliveira e  Durval Ferreira, o álbum traz versões em inglês para Travessia, do então jovem Milton Nascimento, que aqui ganhou o título de Bridges, Das Rosas ( Roses and Roses ) de Dorival Caymmi, Se Todos Fossem Iguais a Você ( Someone To Light Up My Life ) de Tom e Vinícius e Preciso Aprender a Ser Só ( If You Went Way ) dos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle. Só pra citar algumas pérolas que você vai encontrar  neste álbum memorável.

 

Hélio Delmiro e Sarah Vaughan, imagina o que estava saindo ali….

 

As participações : essas são um caso à parte. Pense em um estúdio de gravação…..agora imagine que estão lá “fazendo um som”, além de Sarah Vaughan, Tom Jobim, Helio Delmiro, Dorival Caymmi, Milton Nascimento, Wilson das Neves, Danilo Caymmi e Paulo Jobim. É de tirar o fôlego sonoro de qualquer um, e não é para menos. Miss Vaughan conseguiu extrair de cada um, através do seu canto, o que havia de mais requintado em seus instrumentos. O resultado foi um disco harmonioso, bem produzido, altamente elaborado e que conseguiu, mesmo em inglês, mostrar a sutileza das letras e melodias dos seus compositores. Um álbum clássico e atemporal que merece espaço nos nossos HD’s. Afinal, não é todo dia que podemos escutar um grupo tão afinado como este!

Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Bridges, versão de Sarah Vaughan para Travessia de Milton Nascimento.

Até a próxima!

 

 

 

Fernanda Cunha – Coração do Brasil (2012)

Alguns artistas brasileiros encontram além das nossas fronteiras o espaço que precisavam para divulgar seus trabalhos, explorar sua criatividade e fazer o intercâmbio nescessário da nossa cultura. Foi assim com a cantora Fernanda Cunha que nos últimos anos vem apresentando sua MPB em palcos do Canadá, França, Dinamarca, Aústria e tantos outros.

 

Fernanda Cunha e sua missão de levar a MPB para os palcos do mundo

Sobrinha de Sueli Costa, Fernanda traz no seu DNA a  herança genética de uma família altamente musical e cheia de brasilidade. Talvez daí a escolha refinada do repertório do 5º álbum de sua carreira. Coração do Brasil passeia pelas obras de Noel Rosa, Tom Jobim, Haroldo Barbosa e Sueli Costa. Em um salto na cronologia da música brasileira a cantora abraça Ivan Lins, chega ao pianista Márcio Hallack e abre as portas para o novo com Daniel Gonzaga, filho de Gonzaguinha.

 

Sueli Costa : Tia de Fernanda e mestra da música brasileira

 

Em Coração do Brasil, Fernanda Cunha vem acompanhada de músicos de primeira linha. Estão lá Cristóvão Bastos, Jorjão Carvalho, Jurim Moreira, Márcio Hallack e Camila Dias, só pra citar alguns. E a escolha não poderia ter sido melhor, a voz cristalina de Fernanda ganhou a cama perfeita para interpretações que vem na medida certa, sem exageros ou pieguices. Faixas como Somos Todos Iguais Nesta Noite, Adeus América e Não Tem Tradução ganharam um produção elaborada e harmoniosa. Vale destacar Perdido de Encantamento, composição inédita de Sueli Costa e Luiz Sérgio Henriques. Show!

 

Coração do Brasil

 

Se você ficou curioso para conhecer mais do trabalho da moça é só acessar www.fernandacunha.com . Estão lá datas de shows, fotos, vídeos, biografia e música. Boa viagem sonora pela MPB de Fernanda Cunha!

Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Adeus América, composição de Haroldo Barbosa e Geraldo Jacques.

Até a próxima!

 

 

 

 

 

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: