(Ouça a íntegra do programa aqui)

 

 

Nos últimos anos a cantora Norah Jones se distanciou um pouco do estilo e do instrumento que a lançaram para o mundo em 2002, o jazz e o piano. Mas a vida dá suas voltas e a festa de 75 anos da gravadora Blue Note Records, em 2014, fez com que Norah retomasse suas origens ao tocar ao lado de feras como o baterista Brian Blade, o saxofonista Wayne Shorter e o baixista John Patitucci. Este foi o estopim para Day Breaks, que chegou ao mercado este mês.

 

Day Breaks
Day Breaks

 

Em Day Breaks estão de volta o estilo suave de tocar e cantar da artista que leva o ouvinte a um estado de tranquilidade e contemplação, ideais para se absorver a proposta de Jones para este trabalho. Ou seja um álbum onde o jazz vem no seu melhor estilo, orgânico, com uma estética elaborada e arranjos cuidadosos para cada faixa.

 

Norah Jones
Norah Jones

 

A presença do saxofonista Wayne Shorter , ex-integrante da  banda de Miles Davis, do organista Dr. Lonnie Smith e do baterista Brian Blade merecem destaque em Day Breaks. Além de toda categoria e experiência destes músicos, eles trazem uma dose a mais daquela elegância típica dos mestres do jazz.

 

Wayne Shorter
Wayne Shorter

 

Já o repertório traz nove faixas inéditas e três releituras pra canções de Horace Silver, Duke Ellington and Neil Young. Em uma sequência muito bem amarrada, Norah nos leva a uma viagem pelas raízes do jazz e nos mostra como ele continua vivo, vibrante e com a mesma categoria de sempre.

Amante ou não do jazz vale à pena conferir Norah Jones em Day Breaks. Sua volta as raízes do estilo mostra o quanto a moça continua afinada e em sintonia com o som que tanto a influenciou. Pra saber mais sobre o novo trabalho de Norah é só acessar norahjones.com. Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Tragedy.

Até a próxima!😀