O nome de Nina Simone sempre esteve em alta, principalmente para os fãs do jazz, do soul, do blues e de toda a música negra americana. Mas em meados de 2015 o grande público pode conferir no Netflix What Happened Miss Simone?, documentário que faz um apanhado da vida da cantora, passando pelo seu ativismo político na luta contra o racismo nos EUA, seu brilhantismo musical, a conturbada relação com o marido e empresário Andrew Stroud, os problemas psicológicos, a temporada na África, a queda de sua carreira e a volta aos grandes palcos depois de um período bem difícil. E apesar de tantos problemas, o que salta aos olhos do espectador é a genialidade de uma artista sensível, atuante e com um nível de criatividade bem acima da média.

 

What Happened Miss Simone?
What Happened Miss Simone?

 

Na sequência de What Happened Miss Simone?, veio Nina Revisited – A Tribute To Nina Simone álbum que reúne canções eternizadas na voz de Nina. Tarefa bem difícil quando falamos de uma artista do quilate de Simone. A cantora e atriz Lauryn Hill foi convidada para dar o norte do álbum. Das 16 faixas do disco 6 são interpretadas por Hill. Entre os nomes que participam do projeto também estão Mary J. Blige, Jazmine Sullivan, Usher, Alice Smith, Common e Lisa Simone, filha de Nina.

 

Nina Revisited - A Tribute To Nina Simone
Nina Revisited – A Tribute To Nina Simone

 

Como em todo álbum que traz vários convidados para dar uma nova roupagem a um homenageado, existem momentos em que se acerta em cheio nas interpretações e outros que não causam tanta surpresa assim. Lauryn Hill se entrega de corpo e alma em faixas emblemáticas de Nina Simone, como em Feeling Good, I’ve Got Life, que ganhou uma roupagem hip hop com direito a voz de Nina cantando os versos originais, e Black Is The Colour Of My True Love’s Hair que traz sintetizadores, bateria e efeitos que dão a faixa um ar etéreo e modernoso.

 

Lauryn Hill
Lauryn Hill

 

O rapper Usher ficou por conta de My Babe Just Care For Me, mas o moço deixou um pouco  desejar com um arranjo sem muitas pretensões e uma interpretação de pouco fôlego.  Para compensar Jazmine Sullivan acertou em cheio no reagge Baltimore e Lisa Simone mostra que herdou o DNA da soul music da mãe e, mesmo não tendo a potência vocal de Nina, nos apresenta uma voz afinada e cheia de nuances e possibilidades em I Want a Little Sugar In My Bowl.

 

Usher
Usher

 

O resultado traz mais acertos do que falhas, Lauryn Hill chamou a responsabilidade para si com muita categoria e todos os artistas envolvidos, de uma forma ou de outra, mostraram grande respeito e total reverência pela obra de Nina Simone, afinal ela é referência para músicos em todo o mundo por seu virtuosismo, intensidade e entrega.  Vale à pena conferir Nina Revisited – A Tribute To Nina Simone, com certeza você encontrar verdadeiras pérolas, como a própria Nina encerrando o disco com o gospel I Wish I Knew How It Would Feel To Be Free. É de arrepiar!

 

Nina Simone
Nina Simone

 

Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Feeling Good na voz de Lauryn Hill.

Até a próxima!😀