(Ouça a íntegra do programa aqui)

 

 

E neste fim de semana acontece mais uma edição do Oscar, o evento será no próximo domingo, dia 28, em Los Angeles e como aqui no Link Sonoro nosso papo é música a gente vai passear pelos indicados a Melhor Trilha Sonora Original.

 

The Oscars 2016 - 88th Academy Awards
The Oscars 2016 – 88th Academy Awards

 

Quentin Tarantino sempre gostou de escolher as canções dos seus filmes e o moço tem bom gosto e sabe fazer uma boa pesquisa musical por períodos variados. Jackie Brown, Kill Bill, Pulp Fiction e Um Drink No Inferno, por exemplo, trazem canções de primeira qualidade e que caem como uma luva nas histórias de Tarantino. Em seu novo longa, Os Oito Odiados, e pela primeira vez em sua carreira, o diretor resolveu apresentar uma trilha original e convidou Ennio Morricone para esta tarefa. O namoro cinematográfico entre os dois já existe há algum tempo, mas o gênio forte dos artistas inviabilizou algumas produções. Mas passados alguns tumultos os dois se uniram e Enio criou arranjos para sua orquestra que trazem aquela sensação de suspense e terror. Aos 87 anos o maestro italiano surpreendeu mais uma vez com a originalidade do seu trabalho.

 

Os Oito Odiados
Os Oito Odiados

 

Carter Burwell ficou resposável pela trilha do longa Carol do diretor Toddy Haynes que traz no elenco Cate Blanchett e Rooney Mara. A história do romance entre Carol e Therese ganha mais beleza e força com as composições requintadas de Carter. Os arranjos trazem a delicadeza necessária para o amor proibido das personagens nos EUA dos anos 50. O olhar sensível de Carter gera uma atmosfera sonhadora e apaixonada e sua música se torna uma personagem fundamental no filme.

 

Carol
Carol

 

Outro longa que está na lista dos indicados a melhor trilha, claro, é Star Wars – O Despertar da Força. John Willians, responsável pelo icônico tema da Marcha Imperial, mostrou a força do seu trabalho e porque é ídolo de vários artistas. A orquestra com 90 músicos e 24 vozes trabalhou arduamente em 12 sessões de gravações de onde foram extraídos os 102 minutos de música que conduzem as cenas do filme. Os estilo grandioso remete o público a outras trilhas da saga do pessoal de uma galáxia muito muito distante. A trilha composta por Willians, como sempre, faz a cama perfeita para as cenas e personagens do longa. Mesmo com algumas críticas ao filme, a trilha sonora de John Willians deu força para a nova edição da história da família Skywalker.

 

Star Wars - O Despertar da Força
Star Wars – O Despertar da Força

 

Sicario – Terra de Ninguém, do diretor franco-canadense Denis Villeneuve, também está na corrida pela estatueta de melhor trilha sonora original. Composta por Jóhann Jóhannsson a obra é densa e por vezes sombria. A orquestra, as levadas eletrônicas e percussões, que às vezes nos lembram a batida de um coração, ampliam o ar de tensão que permeia o longa. Para um filme que trata de um tema tão complexo como a situação na fronteira entre os EUA e o México e seus poderosos cartéis de drogas, Jóhannsson conseguiu transformar em notas musicais todo o medo, perigo e tristeza presentes naquele local.

 

Sicario - Terra de Ninguém
Sicario – Terra de Ninguém

 

E para finalizar nosso papo Ponte dos Espiões de Steven Spielberg, que traz Tom Hanks no papel de um advogado que tem o desafio de defender um espião soviético preso pelos americanos em plena guerra fria. A trilha ficou por conta de Thomas Newman,  que foi indicado pelo seu mestre John Willians, que vê em Newman um dos melhores compositores da sua geração. Do alto dos seus 83 anos, ficou difícil para Willians conciliar Star Wars – O Despertar da Força com Ponte dos Espiões. Thomas é um músico contemporâneo e gosta de usar sintetizadores, pitadas eletrônicas e instrumentos nada convencionais misturados com sua orquestra. Destaque para o coral russo na faixa Hall Of Trade Unions, Moscow, que vem com aquele ar sombrio e gélido que envolve russos e americanos quando o assunto é guerra  fria.

 

Ponte dos Espiões
Ponte dos Espiões

 

Taí, esta foi nossa rápida passeada pelos indicados ao Oscar 2016 de Melhor Trilha Sonora. Para você que gosta de acompanhar a suntuosa premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA, é só ficar ligado nas transmissões que irão acontecer tanto via TV quanto web.

Aqui no Link Sonoro você confere trechos da trilha sonora do filme Carol, criado Carter Burwell.

Até a próxima!😀