O sambista Arlindo Cruz esteve recentemente em Belo Horizonte e, claro, fomos lá bater um papo com o moço. Arlindo falou de suas crônicas do cotidiano, do seu mestre Candeia, das escolas de samba no Rio, do seu novo álbum, Herança Popular, da importância de Noel Rosa e Chico Buarque para toda uma geração de músicos e, claro, de Império Serrano e Vila Isabel. E você confere este papo aqui no Link Sonoro.

 

 

Até a próxima! 😀

Anúncios