O reconhecimento de um trabalho, às vezes, pode vir  depois de uma longa espera. Mesmo que a dedicação e confiança sejam grandes e verdadeiras, nem sempre o “sucesso” vem com data e hora marcada para acontecer. E assim foi com Charles Bradley. O soul man teve uma vida repleta de histórias que desanimariam qualquer um, menos o próprio Charles. Uma infância sem perspectiva no Brooklin, a perda de um irmão de maneira violenta, a falta de grana e empregos pequenos foram só algumas “tempestades” que o rapaz teve de enfrentar. Mas a música, esta santa salvadora de almas perdidas, é sempre capaz de ser a mola propulsora para uma segunda chance na vida de quem o talento sobra, e muito.

 

Música e determinação: combinação perfeita para uma saúde de ferro
Música, a santa salvadora de Charles Bradley

 

Louco por James Brown e pelas raízes do funk e do soul, Charles Bradley fazia uma espécie de cover do Mr. Dynamite com o nome de Black Velvet. Um belo dia, num desses acasos que na verdade não são acasos, os ouvidos de Gabriel Roth ( um dos proprietários da Daptone Records ) se encantaram pela voz e estilo daquele cantor que parecia vir diretamente dos tempos áureos da Motown. Já haviam se passado 6 décadas da vida de Bradley e finalmente o primeiro álbum, com uma estrutura profissional, iria ganhar corpo. Foi assim que em 2011 No Time For Dreaming chegou às prateleiras e HD’s de uma legião de pessoas que, claro, se tornaram fãs incondicionais do moço.

 

No Time For Dreaming
No Time For Dreaming, o 1o passo

 

Apenas dois anos se passaram desde o lançamento de No Time For Dreaming e em 2013 seu 2º álbum chegou ao mercado. Este trabalho de Charles Bradley serviu para consolidar sua voz e swing no universo do soul. A pegada R&B, os recursos analógicos usados na gravação do disco, back vocals pontuais e cheias de groove, uma banda afinada e uma produção  criteriosa fizeram de Victim Of Love um trabalho orgânico e visceral. Em suas interpretações Charles esbanja emoção e potência vocal, características naturais de um soul man de primeira grandeza. Faixas como Confusion, Through The Storm, Love Bug Blues e a faixa-título Victim Of Love conquistam o ouvinte na primeira audição. Charles Bradley é um daqueles casos que servem para nos mostrar que não existe tempo ou idade. O que existe, e motiva, é a força criativa que mais cedo ou mais tarde vai ganhar seu merecido espaço.

 

Victim Of Love
Victim Of Love

 

Ultimamente o cantor tem feito vários shows mundo afora e lançado faixas e vídeos pela Daptone Records, aliás os clipes de Charles Bradley são muito legais! Vale à pena conferir todo o trabalho do artista, é só você acessar o site thecharlesbradley.com/ . Boa viagem no universo sonoro deste sessentão cheio de funk e soul nas veias! Aqui no Link Sonoro você confere a faixa The World (Is Going Up In Flames) com a participação da Menahan Street Band

Até a próxima! 😀

 

 

 

Anúncios