70 anos é uma data emblemática, ao longo de sete décadas são construídas histórias inesquecíveis, momentos memoráveis e se a pessoa for um músico de primeira grandeza, com certeza vai trazer na bagagem canções que marcaram várias gerações e que fazem parte da história musical do país. O Link Sonoro homenageia um moço que chega aos 70 cheio de vitalidade e com muitos projetos na cabeça, a gente está falando de Ivan Lins.

 

Ivan Lins
Ivan Lins

 

Ivan Lins começou a carreira quando ainda era estudante de Engenharia Química em sua terra natal, Rio de Janeiro. A década de 1960 estava chegando ao fim quando ele faturou o 2º lugar no V Festival Internacional da Canção com a faixa Amor é o Meu País. Apesar da boa colocação, a música que colocou Ivan literalmente na “boca do povo” foi Madalena, parceria com Ronaldo Monteiro e interpretada pela voz poderosa de Elis Regina.  A partir daí a MPB foi presenteada com várias pérolas que marcaram a história da música popular brasileira.

 

Elis e Ivan, dupla musical afinada
Elis e Ivan, dupla musical afinada

 

Não tem como passear pela biografia de Ivan Lins sem  entrar no tema política. A ditadura foi responsável por várias perdas, exílios e censuras, mas também foi um dos momentos mais criativos da música nacional. Crítico feroz do sistema, Ivan levava para as suas composições o inconformismo com aquela realidade tão dura. Cartomante faixa que está no álbum Nos Dias de Hoje de 1978, parceria com seu fiel escudeiro Victor Martins, é uma exemplo clássico de poesia sutil e melodia primorosa que traz em suas entrelinhas uma forte crítica social, uma sequência de conselhos para que cada um preservasse sua vida e a certeza que todos os reis das cartas daquele baralho iriam cair. Alías esse disco é sem dúvida um dos momentos mais engajados na carreira de Ivan.

 

Nos Dias de Hoje - 1978
Nos Dias de Hoje – 1978

 

Um pianista de alta qualidade, cantor intenso e um intérprete forte, Ivan traz em suas melodias um misto de jazz, soul, samba em um piano percussivo que conquistou não só músicos e público do Brasil como também nomes fortes do cenário musical dos EUA. Quincy Jones, Sarah Vaughan, Ella Fitzgerald, Carmen McRae e Barbara Streisand foram alguns dos artistas que se renderam à qualidade harmônica das composições de Ivan. É só dar uma breve olhada em seu currículo, para ver que são vários Grammy’s na bagagem.

 

Ella Fitzgerald regravou Madalena e em bom português!
Ella Fitzgerald regravou Madalena e em bom português!

 

Cidadão antenado, Ivan Lins criou em 1991 – em mais uma parceria com Victor Martins – a gravadora Velas de onde saíram os álbuns de Lenine, Chico César e Guinga, que estavam chegando no mercado musical, e de nomes já consagrados como Edu Lobo e Zizi Possi. Vê-se logo que esse moço navega em todas as esferas da música.

 

Lenine, um dos "pupilos" de Ivan
Lenine, um dos “pupilos” de Ivan

 

Para um futuro próximo Ivan Lins tem uma série de projetos na manga, mesmo dizendo que anda meio desencantado com o mercado musical. Então anote aí : biografia, um álbum com arranjos sinfônicos, um outro só com músicas caipiras e  um disco com uma coleção de fados compostos pelo próprio Ivan. Isso sem falar na agenda lotada com shows pelo Brasil e o mundo e mais algumas canções inéditas que estão guardadinhas em sua gaveta. Para você conhecer a obra de Ivan Lins, sua agenda, redes sociais e escutar suas composições é só acessar www.ivanlins.com.br

 

O jovem Ivan Lins cheio de projetos na manga
O jovem Ivan Lins cheio de projetos na manga

 

Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Dinorah Dinorah.

Até a próxima! 😀