Este ano Arnaldo Antunes soltou o 10º álbum de sua carreira solo e fez a escolha por um título que gera reflexão, como ele mesmo já mencionou. Afinal, em tempos de música online, o “disco” perdeu um pouco de sua força para as faixas avulsas. E foi com esse pensamento que ele batizou seu novo rebento simplesmente como Disco. Mas esse “simplesmente“ fica por aí. Talvez por já ter passeado por vários caminhos da música, Arnaldo traz um CD que abraça todos os elementos e estilos explorados pelo músico em seus anos música, desde a época do Titãs, passando pelo estilo Tribalista, a poesia concreta e, claro, o rock.

 

Disco
Disco

 

Em um primeiro momento, Disco pode parecer um pouco confuso em sua sequência. Mas ao escutar com mais atenção, percebemos que a busca pela simplicidade, tanto estética quanto musical, gerou um álbum que traz um artista envolvido com diversos temas e levadas. Arnaldo está totalmente à vontade com sua poesia sem precisar, a essa altura do campeonato, investir em experimentações desconexas e desnecessárias.

 

Disco : simples, belo e sem excessos
Disco : simples, belo e sem excessos

 

Com a produção nas mãos de Betão Aguiar e Gabriel Leite, Arnaldo Antunes buscou antigos e novos parceiros para Disco. Edgar Scandurra, Marcelo Jeneci, Dadi Carvalho, Mônica Salmaso, Marisa Monte, Felipe Cordeiro, Guizado, Céu e Curumin, marcam presença em Disco, seja nos vocais, intrumentais ou em parceria nas letras. Arnaldo tirou algumas composições escondidas no seu baú, criou outras tantas e acrescentou uma releitura para Mamma, faixa de Gilberto Gil em sua época de exílio em Londres. Os temas são os mais diversos, o mundo afro está em Oxalá Chegar, o questionamento sobre o comportamento humano nos dias atuais em Muito Muito Pouco, a poesia do rio que leva água e os pensamentos em Azul Vazio e as cobranças burocráticas de todo mundo em Ah, Mas Assim Vai ser Difícil. Para a mente poética, urbana e contemporânea de Arnaldo Antunes, o que não falta é inspiração para abordar os mais diversos assuntos das mais variadas formas.

 

Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra, uma das parcerias mais brilhantes da música brasileira
Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra, uma das parcerias mais brilhantes da música brasileira

 

Resumindo, Disco é um trabalho que é a cara de Arnaldo Antunes. Multiplo, cheio de segundas e terceiras intensões com a palavra e a melodia. Para conferir esse e tantos outros trabalhos do moço é só acessar www.arnaldoantunes.com.br e boa viagem.

Aqui no Link Sonoro, você confere Disco na íntegra, que está disponível no Soundcloud de Arnaldo Antunes.

Até a próxima!

 

 

 

 

Anúncios