E Ana Cañas está literalmente de “volta”. Três anos após Hein? (2009) a cantora soltou o 3º trabalho de sua carreira, o álbum Volta. São 16 faixas que exploram o lado compositora, roqueira, romântica, sensual e tantas outros que existam dentro da moça. Isso tudo associado aos tantos estilos que navegam no universo sonoro de Ana.

 

Volta

 

Depois de um período de muito trabalho, Ana Cañas se refugiu em um sítio em Várzea Grande (RJ) e deixou que sua criatividade fluísse sem amarras. Surgiram então canções como Diabo, Urubu Rei, Falta e Volta. Inspirada pelas suas mil influências, temperou o repertório com clássicos de todos os lugares e estilos. Estão lá La Vie En Rose (Edith Piaf), Rock And Roll (Led Zepellin) e My Baby Just Care For Me (Nina Simone), faixas ousadas mas que ganharam versões dignas da sua força no universo musical.

 

A mil faces de Ana Cañas

 

Em Volta, Ana desperta todos seus estilos e desejos deixando sua voz solta para interpretações cheias de nuances. Com seus músicos e parceiros, Cañas gravou um disco pra lá de orgânico, tudo ao vivo, ali : na lata. 1,2,3…gravando! O resultado são registros fortes e intuitivos, sem uma grande preocupação com detalhes tecnológicos. Uma espécie de jam session com direito a improvisos e buscas melódicas. Um CD para se ouvir da mesma maneira que foi gravado, com a mente livre e aberta, sem barreiras ou limites sonoros.

 

Em Volta, Ana aposta nas várias nuances de sua interpretação

 

Se ficou curioso ( ou curiosa ) para ouvir Volta, é só acessar o site da cantora : www.anacanas.com e soltar o play. Claro, biografia, fotos, agenda e o Despoética , local onde Ana posta suas ideias poéticas, estão lá para você conhecer melhor a música da garota. Vale à pena navegar no mundo virtual de Ana Cañas e conferir sua “Volta”.

Aqui no Link Sonoro você confere a faixa Diabo.

Até a próxima!