O ano era 1991 e Milton Nascimento escolheu o Teatro de Cultura Artística (SP) para as três apresentações que resultaram em um dos mais belos registros da carreira do cantor, O Planeta Blue Na Estrada Do Sol. O local não poderia ser mais significativo para Milton, afinal foi lá que Bituca fez seu primeiro show em São Paulo durante um festival da extinta TV Excelsior.

 

O Planeta Blue Na Estrada Do Sol (1991)

 

Milton passeia por canções de Caetano Veloso, Chico Buarque, Dolores Duran e Tom Jobim, Paul McCartney e John Lennon e Catullo da Paixão Cearense incorporando a força de seu canto a temas como Beatriz, Estrada do Sol e Um Índio. Um repertório cheio de poesia que ainda traz clássicos da obra de Milton como Canção do Sal, Planeta Blue e Vevecos, Panelas e Canelas.

 

Milton, inspiração no "Planeta Blue"

 

O show teve um ar intimista e por isso mesmo o talento dos músicos que acompanharam Milton saltam aos ouvidos de qualquer um. No mesmo palco estavam a genialidade de Nivaldo Ornellas (saxofone/flautas), Hugo Fattoruso (piano/acordeon), Robertinho Silva (bateria/percussão) e Luiz Alves (contrabaixo). Com um time assim qualquer música se torna uma experiência sonora única onde jazz, blues, bossa, samba se fundem para criar a mais pura música brasileira.

 

Presença ilustre do sax genial de Nivaldo

 

Verdade seja dita, O Planeta Blue Na Estrada Do Sol é um álbum que você provavelmente não irá encontrar com facilidade nas prateleiras nacionais, o que, claro, é uma pena. Nossos neurônios às vezes insistem em trair nossa memória musical e belas raridades como esta ficam perdidas em algum espaço paralelo. Mas não tem problema, essa obra-prima de Milton completa 21 aninhos este ano e nada melhor que falar sobre ela, ouvir cada faixa, degustar cada nota e deixar seu nome em destaque na história da MPB. E se você quer mais do Bituca é só acessar o site do moço www.miltonnascimento.com.br, que aliás é excelente!

Difícil é escolher só UMA faixa deste trabalho,mas vamos lá…Aqui você confere Planeta Blue, um show à parte de Nivaldo Ornellas e Milton, e Beatriz de Chico Buarque e Edu Lobo.

 

 

Até a próxima!

 

Anúncios