O dia 02 de dezembro é oficialmente o Dia Nacional do Samba, na semana passada o nobre estilo brasileiro recebeu homenagens, lembranças e todas as honrarias que merece.  O samba em toda sua imensidão é o reflexo de uma cultura única, diversa e genial. Cartola, Paulinho da Viola, Monarco, João Nogueira, Jamelão, Beth Carvalho, Dona Zica são alguns dos inúmeros nomes que fazem e fizeram do samba a magestade de nossa música.

 

Os sambas de Mangueira, os sambas de amor, os sambas de Cartola e D. Zica

 

Em 1970 Elizeth Cardoso, uma das damas da nossa MPB, lançou o álbum Falou e Disse! um disco fundamental para qualquer um que goste do bom e velho samba. O trabalho traz composições clássicas como Aviso Aos Navegantes (Paulo César Pinheiro e Baden Powell), Foi Um Rio Que Passou Em Minha Vida (Paulinho da Viola) e Corrente de Aço (João Nogueira) só para citar algumas. Herminio Bello de Carvalho assinou a produção de Falou e Disse! que teve uma super banda para acompanhar Elizeth. Estão lá Mestre Maçal, Baden Powell, Dino 7 Cordas e o Maestro Nelsinho que ao lado de outros músicos não menos geniais fizeram para a cantora um samba estiloso para sua voz inconfudível.

 

Elizeth, descontraida e cheia de samba em Falou e Disse!

 

Falar sobre o canto de Elizeth Cardoso é o famoso “chover no molhado”, ela é e sempre será referência para todas as cantoras desse nosso Brasil. Em Falou e Disse! Elizeth está à vontade para dar passagem ao samba, sua interpretação traz a sua carga característica e ela ainda consegue juntar a leveza  das poesias a seu canto. Falou e Disse! é um marco na carreira de Elizeth Cardoso e um grande presente para o samba, que teve sua grandeza reverenciada por uma das divas da nossa música brasileira. Vale conferir e relembrar cada faixa deste álbum clássico.

Aqui você escuta Aviso Aos Navegantes de Paulo César Pinheiro e Baden Powell.

Até a próxima!