Delicado, introspectivo, elegante e cheio de sutilezas. Assim é Metals, 4ª álbum da canadense Feist que saiu recentemente do forno. Quatro anos após lançar The Reminder, a cantora segue seu caminho particular na música com composições nada óbvias, mas que caem como uma luva na voz afinada da moça.

Feist está de volta com muita elegância

 

Em Metals, Feist passeia com tranquilidade pelo folk, jazz e por baladas harmoniosas . A produção de Valgeir Sigurasson ( Bjork) e as colaborações de Chilly Gonzales e Mock conferem um ar conteporâneo e sofisticado ao CD. Cada faixa de Metals é um convite a uma viagem sonora diferente, canções como Caught a Long Time, Bittersweet Melodies e How Come You Never Go There trazem um vôo melódico suave, fácil e delicioso de acompanhar.

 

Metals

 

Mais uma vez Feist traz um trabalho sem a urgência que a realidade do século XXI apresenta, pelo contrário, Metals é para ser ouvido com calma, se deliciando com cada detalhe presente em suas faixas. Se você ainda não conferiu o novo trabalho de Feist é só acessar o site www.listentofeist.com/metals/ e boa viagem.

Aqui você escuta How Come You Never Go There.

Até a próxima!