Jazz, rap e soul costurados com muita elegância e bom humor, essa é a cara de The Light Of The Sun, 4º álbum da cantora Jill Scott que chegou às prateleiras este ano. O primeiro lugar na Billboard foi uma grata surpresa e reponsável pela certeza de que Jill estava no caminho certo ao acrescentar novos elementos a sua música e a inaugurar seu próprio selo, o Blues Babe.

Jill, novos rumos para sua música

 

Em The Light Of The Sun, o vocal cheio de swing e sensualidade de Jill Scott ganha contornos diversos em cada faixa, levando o ouvinte a um passeio pelo que há de melhor na black music. Dos amores perdidos à alegria da maternidade, todas as sensações e experiências desta moça da Filadélfia fazem parte dos temas que permeiam suas composições.

 

The Light Of The Sun

 

Blessed, um soul de primeira, abre o álbum com muita categoria e por falar em categoria, The Light Of The Sun traz participações de luxo como o soul man Anthony Hamilton em So In Love, da rapper Eve e o The A Group que dão um peso rap a Shame e na mesma linha hip-hop Doug E. Fresh coloca seu beat box de base para Jill Scott soltar a voz em All Cried Out Redux.

 

Jill Scott com Eve & The A Group, luxo só

 

Fica claro que em seu novo trabalho Jill se permite desbravar novos territórios sem medo de rótulos e críticas . O resultado é um álbum bem produzido e cheio de vigor, que merece ser desgustado faixa por faixa com tranquilidade. E claro, se você quer mais detalhes de Miss Jill Scott é só acessar www.missjillscott.com .

Aqui você confere o clipe da faixa Shame com Jill Scott dividindo os vocais com Eve  & The A Group.

Até a próxima!