De vez em quando é bom dar uma olhada no catálogo do Putumayo para conferir novidades e descobrir sons que,   se não estivessem nesta ou naquela coletânea do selo,  ficariam restritas aos seus países, o que seria uma pena afinal a globalização sonora é uma evolução e tanto para os curiosos musicais.

O selo criado por Dan Storper traz em suas compilações as mais variadas temáticas musicais, então lá você vai encontrar do reggae ao som asiático, dos temas de yoga ao blues de raiz, da nossa música brasileira ao balanço cubano, dos batuques africanos ao rock e por aí vai. Ou seja a tradicional salada que forma a World Music.

 

A nossa música também marca presença no selo

 

Dan é uma cara com antenas voltadas para a diversidade cultural, e não era pra menos ele é formado em estudo latino-americano pela Universidade de Washington (1973), e como tem uma veia hippie pegou sua mochila e partiu para uma viagem cheia de descobertas pela América do Sul. Na volta aos EUA ele enxergou uma oportunidade e tanto ao vender por 5.000 dólares, para uma loja de departamento, uma bolsa que havia comprado por um preço bem camarada em sua estada em nosso continente.

 

Dan Storper, ouvidos antenados para todos os sons

 

Surge então a rede Putumayo (nome de um local na Colômbia) especializada em artigos latino-americanos. Daí para entrada da música na história foi um pulo e hoje o selo vende em média 100.000 cópias de cada lançamento. A ideia de Dan não é soltar trabalhos inéditos mas sim licenciar faixas de outras gravadoras, criando assim um catálogo generoso de artistas e estilos musicais de diversos cantos, sem nescessariamente se focar no som feito abaixo da linha do Equador. Um verdadeiro sucesso!

 

A África...também está lá

 

No site do selo, www.putumayo.com, você vai encontrar os títulos lançados, os artistas, a rádio, o blog (blog.putumayo.com ), produtos e redes sociais. Boa viagem musical para você!

Aqui você confere a faixa Morenita com La Orquesta Magica De La Habana da compilação Putumayo Presents Café Cubano. Mais latino impossível!

Até a próxima!