O último domingo de janeiro foi uma deliciosa correria musical, principalmente para quem estava em BH e foi do showzaço do Cranberries ao Grammy Awards sem direito a pit stop.
A banda irlandesa The Cranberries abriu o calendário de shows internacionais de 2010 para um Chevrolet Hall repleto de fãs fanáticos. Após uma pausa de seis anos, na qual seus integrantes se dedicaram a projetos paralelos, o grupo voltou a ativa com a corda toda.
Com um currículo repleto de hits, Dolores O’Riordan e sua trupe subiram ao palco com a pegada já conhecida da banda. Um simples e belo cenário destacado por uma iluminação repleta de cores, dava tons a todas as canções e a presença contagiante da vocalista. E por falar em Dolores, vale destacar sua voz firme, afinada, sua interpretação visceral, sua presença de cena sensacional e uma simpatia natural, sem a famosa
“forçada de barra” que muitas vezes vemos por ai.
Quanto ao restante da banda, irlandeses que são, nada mais natural que tambores rufando ao lado de guitarras cruas e de um baixo firme e sem frescuras. Uma verdadeira marcha em prol do rock.
O público por sua vez surpreendeu até o próprio grupo, já que cada canção foi cantada na íntegra por seus fiéis seguidores de longa data, o que deu ao show uma emoção muito acima do esperado. Enfim, a sequência de atrações internacionais em BH começou com chave de ouro!
Correndo do Chevrolet Hall para a frente da televisão para acompanhar a maior premiação da música no EUA (e talvez no mundo), o Grammy Awards 2010 em sua 52a edição.
Como é de se esperar, tivemos de tudo, mas tudo mesmo! Das apresentações super bacanas as chatices sem fim, daquelas que você coloca o som da TV no mudo porque seu ouvido pediu clemência, como foi o caso da premiada com o álbum do ano Taylor Swift. Pena para a veterana Stevie Nicks (ex vocalista do Fleetwood Mac) , que dividiu os vocais na apresentação da mocinha da vez, Swift.
rick diamond – wirelmage.com
A grande vitoriosa da noite foi a cantora Beyoncé, concorrendo em 10 categorias ela abocanhou 6 e se tornou a artista feminina que mais faturou estatuetas na história do Grammy. Green Day, The Black Eyed Peas, Kings Of Leon, Bruce Springsteen e AC/DC, foram alguns dos que também levaram o prêmio para casa.
michael caulfield – wirelmage.com
Os shows foram vários, mas vale destacar Mary J. Blige e Andrea Bocelli interpretando ‘Bridge Over Troubled Water’ de Simon & Garfunkel. Celine Dion, Usher, Carrie Underwood, Jennifer Hudson e Smokey Robinson se juntaram na homenagem a Michael Jackson cantando ‘Earth Song’, belo momento acompanhado por um vídeo em 3D e alguns trechos da canção na voz de Michael.
michael caulfield – wirelmage.com
Para você conferir todos os detalhes do evento vale uma navegada no site www.grammy.com, que traz vídeos, fotos, blogs e muito mais.
E para encerrar nosso papo com música, voltamos ao The Cranberries, aqui na pelo mundo você escuta a faixa ‘Salvation’ do álbum ‘To The Faithful Departed’. Até a próxima!

[iframe: src=”http://masterlinuxweb.com/pmundo/blog/cranberries_salvation.mp3″ width=”310″ height=”65″]