A atriz Denise Stoklos é a idealizadora do Teatro Essencial onde o ator deixa de lado ferramentas como figurino, cenário ou colocações de voz para levar ao público uma experiência única, a personagem não está ali caracterizada, mas texto e expressão corporal somadas ao inconsciente da platéia o tornam real.

O espetáculo ‘Calendário Da Pedra’, que a atriz reestreou a convite da Funarte, leva o espectador a enxergar no palco suas dúvidas, medos, conquistas e alegrias através do diário de uma personagem durante um ano de sua vida. O tempo – aquele que rege nossa rotina, nossos compromissos, nossos atos – é o fio condutor desta história. Como este tempo e sua ausência limitam a criatividade, a convivência com o outro e os grandes desejos e sonhos do indivíduo.

Através da mímica, das caretas, de narrações e músicas incidentais, Denise Stoklos nos apresenta um texto inteligente, um recorte sensível e fiel da natureza humana. Sobre o texto vale lembrar que foi a leitura do poema ‘A Birthday Book’ de Gertrude Stein que inspirou a criação de ‘Calendário Da Pedra’. Segunda a própria Stoklos ela “não se interessa por fazer nada temporal, local” e o outro viés da peça – a Pedra, através da qual o homem começou a documentar sua história e a de seu tempo – nos mostra essa atemporalidade do seu trabalho.
Denise Stoklos é um dos grandes nomes do teatro nacional e sua presença no palco é um passaporte para reflexões e vivências profundas.